Publicado por em março 21, 2011 Deixe um comentário

Nova Atualização do Google: Panda

Pensar em buscas online sem mencionar o google é quase impossível atualmente, dona de quase 97% das buscas no brasil (http://www.primeirolugar.net/blog/google-marketshare-brasil.html) ainda existe um abismo de diferença do google para outras empresas de busca aqui em terras brasileiras. Aqui na agencia trabalhamos com marketing de busca e frequentemente lidamos com posicionamento de sites nas buscas do google, o que nos motivou a escrever esse artigo sobre a nova atualização do buscador, o panda.

Talvez para usuário comuns o termo panda não seja motivo para alarde, mais aqui na shapeweb, já estamos apreensivos à alguns dias após o anuncio do google de reformulação de seu algorítmico de buscas. Em 24 de fevereiro (http://googleblog.blogspot.com/2011/02/finding-more-high-quality-sites-in.html) o google colocou em atividade nos Estados Unidos uma reformulação no código buscas. Hoje quando fazemos uma busca no google, ele avalia entre mais de 200 fatores (quase todos segredos da empresa) e lista os resultados que considera os melhores para quem está buscando, por ordem de relevância. Em termos mais simples, quando fazemos uma busca, o google vai tentar lhe dar o melhor resultado para o que estamos buscando e para saber como acertar ele usa o seu algoritmo de avaliação de sites. Esse processo todo é feito sem intervenção humana, não existe uma pessoa que avalia os sites manualmente e faz uma lista dos melhores resultados, mesmo porque seria inviável, de modo que essa análise precise ser automática.

Uma grande problema que o google ainda não tinha conseguido resolver era como saber se essa página que ele indicava tinha mesmo um conteúdo de qualidade para quem estivesse buscando determinado termo.  Um dos itens de análise chamasse PageRank, que na verdade é uma ferramenta que avalia quantos links de retorno seu site possui e qual a qualidade de seu site para os usuários. O PageRank avaliava o peso e a quantidade dos links que apontavam para o seu site, que gerou na verdade uma imensidão de empresas plantando links em sites para que ficassem melhor posicionadas nas buscas, já sabemos o que isso pode causar como o caso decolar.com (http://economia.ig.com.br/empresas/comercioservicos/site+decolar+desaparece+das+buscas+do+google/n1238014312951.html)

Com essa nova atualização o google promete descobrir quais sites tem o conteúdo menos relevantes para os usuários e garantir que os conteúdos copiados ou gerados com baixa qualidade não fiquem nos primeiros resultados da busca. Ainda é difícil dizer como isso será feito, mesmo porque, como todos os algoritmos lançados pelo google nenhum deles tem seu funcionamento explicado, segundo à empresa para garantir que não sejam burlados. O que podemos esperar com essa atualização é que muitos sites que tinham base em copia de conteúdo, ou que produziam conteúdos fracos e de baixa relevância serão rebaixados na busca e terão trafego de acessos diminuído.

Existem estimativas ainda não confirmadas de que 12% dos sites serão rebaixados com a atualização em pleno funcionamento. Em prática apenas nos Estados Unidos, o Panda já está sendo testado em outros países, o resultado será uma busca com melhores resultados e empresas com práticas duvidosas sendo retiradas das buscas. Resta-nos acompanhar o funcionamento do novo algoritmo e agora mais do que nunca valorizar a expressão  o “conteúdo é rei.”

Tags: ,
Categorias: ,
Postagem escrita por Equipe Shape Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress spam blocked by CleanTalk.