Como funciona um comércio eletrônico
Publicado por em agosto 22, 2012 2 comentários

Como Funciona um Comércio Eletrônico

Comércio eletrônico, e-commerce, loja virtual são nomes dados para uma empresa que comercializa produtos ou serviços pela internet. Um comércio eletrônico é muito mais parecido como uma empresa física do que você imagina, caso você já tenha uma loja física pense que sua loja virtual será uma filial na internet, você precisará criar um plano de negócio, divulgar, investir tempo e dinheiro. Uma loja em um bairro sem vizinhança e sem divulgação não vende, assim como uma empresa online desconhecida.

De início parece algo simples, basta criar um site, colocar os produtos a venda e pronto. Porém não é tão simples assim! Basicamente todos os comércios eletrônicos funcionam da mesma forma: Uma empresa investe em uma plataforma de venda; a empresa disponibiliza seus produtos e/ou serviços nesta plataforma; a empresa faz a sua divulgação da sua plataforma com os produtos e/ou serviços; Após o consumidor escolher o produto e/ou serviço e direcionado um para um meio de pagamento; o pagamento é realizado; por fim, o consumidor recebe seu produto e serviço.

Para ter sucesso, primeiro é preciso elaborar um plano de comunicação digital para sua empresa, assim como nas empresas físicas, as pessoas precisam saber que o seu negócio existe e que é vantajoso para elas, antes é preciso identificar a persona (público-alvo com informações detalhadas sobre o seu comportamento), para isso algumas perguntas devem ser respondidas:

  • Qual é o perfil do meu cliente?
  • Quais são os seus costumes?
  • O que eles costumam fazer na internet?
  • Como abordar esse potencial cliente?

Para saber como elaborar uma persona e sua importância no Marketing Digital, acesse o artigo que criamos sobre o assunto aqui.

Isto é apenas uma introdução, a seguir vamos dividir os ponto mais importantes que você precisa analisar para o funcionamento do seu comércio eletrônico. Dividiremos nas seguintes etapas;

  • Planejamento e Modelo de negócios
  • Tecnologia e Plataforma
  • Integrações e Logística
  • Comunicação Visual
  • Gestão do Conteúdo e Promoção
  • Analise de Resultados

 

Planejamento e Modelo de negócios

O primeiro passo é você definir o seu modelo de negócio. Então responda as seguintes perguntas:

– Pretendo oferecer produtos ou serviços?

– O que você pretende entregar de valor para seus clientes?

– Quais serão os canais de venda?

– Quais serão os canais comunicação entre você e seu cliente?

– Quais serão as fontes de renda de sua empresa?

– Como serão organizados os recursos humanos, físicos, intelectual e financeiro da empresa?

– Como serão definidos os produtos de entrada, Cross selling e upselling?

– Quais serão as empresas parceiras e fornecedores?

– Qual será sua área de atuação (Cidades, estados ou países)?

– Quais serão as formas de divulgação do meu negócio?

– Qual é a estrutura necessária para manter o meu negócio?

– Qual será o custo de operação?

– Qual é a previsão de alcançar o ponto de equilíbrio?

– Como será controlado o Fluxo de Pedidos?

– Como será feira a logística reversa?

– Como será realizada a análise de risco e controle de fraudes?

Após conhecer o seu cliente é hora de decidir como investir na internet, este é o momento de identificar qual será a melhor plataforma de desenvolvimento de sites a ser usada, essa decisão será tomada de acordo com o seu plano de negócio, se você pretende ter um negócio pequeno e vender poucos produtos é possível recorrer a plataformas prontas disponíveis na internet, mas se o seu negócio está em constante evolução o ideal é usar uma plataforma sobre medida criada de acordo com a sua necessidade. Na escolha da plataforma você deve estar atento no custo envolvidos como hospedagem, domínio, manutenção e serviços de helpdesk entre outras tarifas que podem ser cobradas.

Tecnologia e Plataforma

No momento do desenvolvimento de seu comércio eletrônico é importante saber o que ele terá de conteúdo e como ele será disponibilizado para o seu cliente, isto envolve textos informativos, imagens e vídeos. Um bom conteúdo é fundamental para a fidelização de seu cliente e também para os mecanismos de busca, como o Google, encontrar a sua empresa na internet.

Preocupe-se com a usabilidade do seu site, o conteúdo deve estar bem estruturado, pois não adianta ter um bom conteúdo se o seu cliente não o encontra, lembre-se que sua loja não tem um vendedor para mostrar onde estão os seus produtos, por isso pense como o seu cliente, evite termos muito técnicos, mas quando for inevitável o uso destes termos explique o que significa com outras palavras.

A concorrência na Internet é enorme, os usuários de Internet geralmente não avisam que não gostaram, simplesmente saem do seu site e não voltam. Para que isso não aconteça no seu site peça para uma pessoa que não esteja envolvida com o comércio eletrônico navegar pelo site, veja quais são as suas dúvidas, suas dificuldades em realizar uma compra, caso essa pessoa tenha alguma dificuldade em seu site, muito provável que seus clientes também terão.

Existem diversas plataformas de comércio eletrônicos disponíveis no mercado. Você precisará escolher a plataforma que mais se adeque com o seu modelo de negócio. A Seguir vou exemplificar, de forma simplificada, três modelos de negócios completamente diferentes.

Loja de Roupas

Uma loja de pode ser um mercado de abrangência nacional. Entre os recursos necessários em sua plataforma estão: estoque, categorização de produtos, diferenciação de cor, cálculo de frete, área do cliente, descrições técnicas, foto, meios de pagamento como boleto, depósito em conta ou cartão de crédito e débito.

Cursos online

Em uma escola online pode ser um mercado de abrangência nacional ou até mundial, caso os seus cursos sejam legendados ou dublados em outros idiomas. Entre os recursos necessários em sua plataforma estão: área do aluno, área de cadastro do curso com sequência do conteúdo programático, cadastro de material de apoio, agendamento de horário com tutor, pagamento recorrente e/ou tradicional (boleto, depósito em conta ou cartão de crédito e débito), definição de prazo validade de realização do curso, certificado virtual

Pizzaria

Uma pizzaria de pode ser um mercado de abrangência intermunicipal, municipal ou local (bairro). Entre os recursos necessários em sua plataforma estão: Área de pedido do cliente, cadastro de sabores, cadastro de adicionais, cadastro de produtos complementares como bebidas, cálculo de preço em pizzas de com mais de um sabor, taxa de entrega de acordo com distância do local de entrega, restrição de compra por faixa de CEP,  pagamento on-line ou na entrega, cardápio,  meio de pagamento de aprovação imediata (exclui pagamentos com boletos e débito em conta).

Resumo:

Note que nestes três exemplos existem particularidades que o sistema de sua plataforma precisa ter para atender os seus clientes. Aqui na Shape Web temos uma plataforma de e-commerce própria e desenvolvemos funcionalidades de acordo com a necessidade do seu modelo de negócio. Entre em contato conosco e saiba mais!

 

Integrações e Logística

Definir a logística da sua empresa é fundamental antes mesmo de você escolher a plataforma. Ou seja, se você tem uma Pizzaria, não adianta a plataforma der apenas a opção de entrega de PAC ou SEDEX. Seu modelo de negócio pode ser apenas de realizar o pedido pelo site e fazer a retirada e pagamento no balcão, para isso a sua plataforma deve estar pronta para atender suas necessidades.

Entre os principais pontos importantes que você precisa analisar na logística são:

  • Controle de operações (ERP)
  • Relacionamento com o cliente (CRM)
  • Gerenciador de conteúdo (CMS)
  • Armazenamento e controle de estoque
  • Cálculo de impostos
  • Emissão de notas fiscais (NF-e)
  • Embalagens
  • Opções de Entrega e cálculo de frete
  • Políticas de compra, entrega, devolução e redução de custos
  • Indicadores de Performance

 

Comunicação Visual

É nesta etapa que entra a criação da identidade visual, layout de sites, usabilidade. Todo o conceito da marca será definido neste momento, tudo será desenvolvido para proporcionar a melhor experiência do cliente com a empresa.

São planejados pontos como:

  • Navegação do cliente no site
  • Hierarquia de conteúdo
  • Experiência em dispositivos diferentes (Computador, tablet, celular, smarphone, televisão…)

Gestão do Conteúdo e Promoção

Um comércio eletrônico é processo dinâmico, sua manutenção e organização é constante. Entre os itens importantes que devem ser levados em consideração para a sua produção de conteúdo promocional e institucional são:

  • Produção de fotos, vídeos, imagens, textos para divulgação de produtos e serviços
  • Descritivo funcionais de produtos e serviços
  • Informações técnicas produtos e serviços
  • Criação de normas, políticas e regulamentos
  • Definição de validade e garantias
  • Gerenciamento da comunicação (Facebook, Instagram, Google ADS, YouTube, Blog…)
  • Definição do orçamento para investimentos de anúncios

Analise de Resultados

A realização da mensuração de resultados é indispensável para a manutenção do seu comércio eletrônico. É por meio da mensuração que você conseguirá identificar os resultados obtidos, eficiência do seu comércio eletrônico e verificar o que pode ser aperfeiçoado em sua gestão.

Existem diversos recursos e ferramentas na internet que auxiliam na mensuração do resultados do seu comércio eletrônico. Entre os principais pontos a serem analisados estão:

  • Relatório de Vendas (ERP)
  • Web Analytics (Google Analytics, Facebook Analytics…)
  • ROI (Receita/Valor total Investidos)
  • ROAS (Receita/Valor publicitário total Investidos)

 

Dicas para o sucesso de seu comércio eletrônico

  • Crie conteúdo que seja relevante para o seu cliente
  • Cuide da imagem de sua empresa nas mídias sociais (leia mais)
  • Conquiste links de sites e blogs que abordem assuntos semelhantes ao que você vende.
  • Tenha produtos em estoque, assim você não correrá riscos de atraso na entrega.
  • Crie um padrão para as imagens do seu site, deixe-os produtos na mesma posição, cor de fundo, e tamanho,
  • Invista em dispositivos móveis, cada dia mais as pessoas usam a internet de celular, smartphone e tablet.
  • Não abuse das cores em seu site.
  • Não use banners coloridos piscando, isso não chama atenção deixa seu cliente irritado.

 

Quais são os tipos de comércio eletrônico?

Existem diversos tipos de comércio eletrônico, abaixo vou falar resumidamente sobre os seis modelos mais convencionais que encontramos na internet:

B2C – Business-to-Consumer

Formato de comercialização de produtos e ou serviços de empresa para consumidor final. Formato mais tradicional das lojas virtuais varejistas.

B2B – Business-to-Business

Formato de comercialização de produtos e ou serviços de empresa para empresa. Geralmente empresas de suprimentos para empresas ou de comercialização de produtos para revenda.

C2C – Consumer-to-Consumer

Formato de comercialização de produtos e ou serviços de um indivíduo diretamente para um consumidor. Um exemplo são os sites como OLX e Mercado Livre.

C2B – Consumer-to-Business

Formato de comércio eletrônico com case no sistema crowdsourcing, onde um conjunto de indivíduos se reúnem para disponibilizar seus produtos ou serviços para compras para empresas adquirirem. Um grande exemplo são os bancos de imagens.

B2A – Business-to-Administration

Formato de comércio eletrônico que trabalha com transações entre empresas e administração pública. Alguns exemplos são: documentos legais, serviços fiscais, serviços de empregos, segurança social, registros, entre outros.

C2A – Consumer-to-Administration

Formato de comércio eletrônico que trabalha com transações entre indivíduos e administração pública. Exemplos estão contas de água, esgoto, luz e impostos.

 

Quais são os modelos de comércio eletrônico?

O comércio eletrônico pode ser realizado em diversas plataformas diferentes. Em alguns casos são criadas plataformas exclusivas para atender um tipo de dispositivo, entre os mais comuns estão:

M-Commerce (Mobile commerce)

Modelo de comércio eletrônico onde a transação é originada de um dispositivo móvel, como o smartphone ou tablet. Podendo ele ser por meio de um aplicativo, site mobile ou site responsivo.

S-Commerce: (Social commerce)

Modelo de comércio eletrônico onde se utilizam as redes sociais para realizar vendas, atrair novos e fidelizar os clientes. Ex: o Facebook, que disponibiliza a sua área de vendas dentro da plataforma.

T-Commerce: (Television commerce)

Modelo de comércio eletrônico onde se utiliza a TV Digital para a realizar a venda de produtos que estejam sendo apresentados em algum programa ou adquirir filmes ou canais PPV (Pay-per-view).

 

Comércio eletrônico sob medida

Gostou deste artigo? Você tem mais alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito de comércio eletrônico? Compartilhe suas dúvidas e opiniões com os nossos leitores, deixe o seu comentário! Vamos adorar receber seu comentário e teremos um grande prazer em responde-lo.

Caso necessite de uma plataforma desenvolvida sob medida para o seu negócio, fale com um de nossos consultores e contrate o serviço da Shape Web. Desenvolvemos a plataforma que melhor se encaixa com seu negócio e não cobramos mensalidades.

Para mais informações, entre em contato conosco pelo atendimento@shapeweb.com.br ou se preferir envie sua mensagem em nosso formulário de contato.

 

(última atualização 19/08/2019)

Categorias: , ,
Artigo escrito por Felipe Mesquita Duarte
Tags: ,

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.