Publicado por em novembro 28, 2014 Deixe um comentário

O que é Black Friday?

Black Friday, você já deve ter ouvido falar neste dia onde as lojas colocam seus produtos com  60%, 70%, 80% e até 90% de desconto, certo? Mas por que essas lojas oferecem tanto desconto? Qual é o objetivo de vender esses produtos tão barato? Será que esses descontos são reais mesmo ou é tudo a metade do dobro? Você já deve ter feito essas perguntsa também e aqui neste post vamos te explicar tudo isso!

Black Friday

Origem da Black Friday

A Black Friday é um dia de ação de vendas que é realizado anualmente na quarta sexta-feira do mês de novembro, logo após o feriado de Ação de Graças (Pouco conhecido e não comemorado no Brasil). O nome Black Friday teve origem Filadélfia, cidade do estado da Pensilvânia nos Estados Unidos, onde a polícia local denominava de Black Friday o dia seguinte do feriado de Ação de Graças, pois sempre havia congestionamentos e lojas lotadas em busca de preços mais baratos para o início das compras do Natal.

Quando a economia nos Estados Unidos está no negativo, eles costumam dizer que estão no vermelho, assim como nós brasileiros, no entanto, quando a economia esta positiva os norte-americanos costumam associar com a cor preta, diferente de nós brasileiros que associamos com a cor azul. Mas o que isso ter a ver com a Black Friday?

Durante a crise nos Estados Unidos, do final dos anos de 1960 até o início dos anos de 1980, a economia ficava negativa entre janeiro e novembro e ganhava folego apenas após o feriado de Ação de Graças, deixando a economia positiva no período de Natal, iniciando na sexta-feira após o dia de Ação de Graças a “sexta-feira negra“.

A Black Friday no Brasil

A Black Friday no Brasil é bem mais recente, a promoção teve início em 2010, com descontos mais modestos que os norte-americanos, a promoção ficou conhecida com “o descontos pela metade do dobro”, isso é por que muitas lojas sobem seus preços na semana anterior à Black Friday e reduzem no dia da oferta. Para os norte-americanos, o Black Friday é uma forma substituir os produtos antigos pelos lançamentos, além de ampliar as vendas no Natal, enquanto no Brasil é só um dia de liquidação, que nem sempre é verdadeira.

Mas no Brasil o consumidor não é bobo e já percebeu a malandragem de muitos lojistas. Os consumidores estão usando diversos sites de comparação de preço para ajudar a tomar a decisão de compra, tendo assim o melhor custo benefício. Alguns exemplos são o Buscapé, Zoom, Google Shopping e Shopping Uol. Sites como o Reclame Aqui, são ótimos parceiros dos consumidores para descobrir quem oferece serviços de qualidade, no Black Friday eles criaram um hotsite o Reclame Aqui Black Friday, uma página com Ranking atualizado com as reclamações nos principais lojas físicas e virtuais, vale a pena conferir antes de comprar.

Black Friday e o crescimento da lucratividade do comércio eletrônico

Segundo o ebit, a Black Friday de 2013 proporcionou uma movimentação de R$770 milhões nas vendas em lojas virtuais do Brasil, um recorde de faturamento em um único dia.

O crescimento de vendas não segue o ritmo da satisfação do consumidor, de acordo com o pesquisa de indicação de satisfação do cliente NPS* (Net Promoter Score) feita para o WebShoppers do segundo semestre de 2014, exibe que no período da Black Friday e de compras para o Natal apenas 46,93% dos pesquisados indicariam um amigo para comprar na mesma loja virtual em que ele.  Essa queda na aprovação acontece porque com o crescimento do número de pedidos a chance de envios errados, ou recebimento de produtos danificados pelo cliente e principalmente a demora na entrega provocada pela alta demanda nos Correios.

No período de compras do Dia dos Namorados de 2014, a segundo melhor período para o comércio no ano, o índice de indicação chegou a 60,46%, a melhor aprovação entre junho de 2013 e junho de 2014. Isso mostra que o comércio eletrônico esta ganhando confiança do consumidor.

O que será mais vendido Black Friday

A categoria de Moda e Acessórios é a que mais deve vender neste período de promoção, as vendas devem permanecer boas até o fim do período de Natal. Cerca de 18% das vendas realizada na internet são destinadas a produtos da categoria de Moda e Acessórios.

Produtos da linha de cosméticos, perfumaria, cuidados pessoais e com a saúde são responsáveis por uma boa fatia das vendas online, 16% das vendas. Eletrodomésticos como geladeira, fogão, micro-ondas também possuem 11% do mercado varejista online. Alguns produtos e serviços não entraram em promoção, mas acabam tendo um crescimento nas vendas, que é o caso da telefonia, principalmente a venda de celulares e smarphones que possuem preços definidos por tabela, este representa 7% das venda pela internet.

A Black Friday vale a pena?

Antes de sair as compras no Black Friday, pesquise bastante, compare preços e tenha muita paciência na hora da entrega. Se você é lojista, não tente enganar seu consumidor vendendo tudo pela a metade do dobro, ele logo perceberá e não irá mais visitar sua loja, devido a má reputação.

O segredo para o lojista é deixar os produtos com menor saída com o preço mais baixo, para liquidar o estoque, e manter os produtos com boa saída com o preço normal ou oferecer um desconto menor, assim todo mundo sai ganhando.

Gostou da nossa explicação sobre o Black Friday? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário, teremos o maior prazer em trocar uma ideia com você.

Até a próxima!

* O Net Promoter Score (NPS) é método de pesquisa mundialmente reconhecido para medir a satisfação do consumidor, onde é medido o grau de intensão de indicar um amigo para a consumir um produto ou serviço de uma empresa.

Tags: , , ,
Categorias:
Postagem escrita por Felipe Mesquita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress spam blocked by CleanTalk.